Quem disse que não gostamos de ler?

Espaço onde podemos ver o nosso trabalho em torno do livro.

domingo, abril 30, 2006

5ª sessão - parte I

4ª e 5ª feira foram dias de sessão na Manuel de Melo, Alfornelos, Almeida Garrett e Miguel Torga.

Na Manuel de Melo as meninas estão a ensaiar a peça que vão levar à Mostra de Teatro dia 23 de Maio, nos Recreios, pelas 15h. Por isso, a prof. Filipa pediu-me para que a próxima sessão se realize apenas no dia 24. Vamos ver se é possível.
Em Alfornelos verificou-se que Uma argola no umbigo é um sucesso. As meninas gostaram muito, quer as do 7º ano, quer as do 9º. Vamos ver o que acham do Dentro de mim, em comparação.
Na Almeida Garrett as meninas andam a fazer gazeta. A Patrícia reincidiu, e a Constança estreou-se a faltar. Mas tive uma agradável surpresa: o Gonçalo não só leu o livro (As crónicas de Spiderwick, o Livro Fantástico) como já comprou e está a ler o segundo volume.
O grupo da Miguel Torga portou-se muito bem, foram mais de metade os que leram a Argola no umbigo. O Bruno e o Leandro até acabaram de ler o livro na sessão. Alguns dos que não tinham acabado de ler resolveram ficar com o livro para acabar até à próxima sessão. Os outros preferiram trocar e levar As crónicas de Spiderwick.

terça-feira, abril 25, 2006

Incunábulos e manuscritos

Hoje à tarde passou na RTP1 o filme O nome da Rosa, a partir do romance homónimo de Umberto Eco. A propósito da Biblioteca Mágica, falámos sobre a impressão de livros e o trabalho caligráfico dos copistas, antes da invenção e desenvolvimento da Imprensa, na comunidade da semana passada na Cardoso Pires. Na altura lembrei-me de falar do filme.
Na comemoração de mais um 25 de Abril, deixo a reflexão sobre o poder dos copistas sobre os manuscritos que copiavam, o poder de dominarem uma competência que outros não tinham.
Daí até ao poder daqueles que sabiam ler e escrever, da sua capacidade de influenciar, pelo conhecimento, as decisões dos outros.

domingo, abril 23, 2006

Dia Mundial do Livro, Hoje

É hoje, até à meia-noite, o DIA MUNDIAL DO LIVRO E DOS DIREITOS DE AUTOR. Os Direitos de Autor são muito importantes porque preservam a identidade do escritor e asseguram que o plágio é punido por lei. Os Direitos de Autor impossibilitam igualmente que as obras sejam publicadas sem conhecimento e aceitação do próprio. Com a cópia e a difusão da internet alguns direitos estão em risco, quer no que diz respeito aos livros, como a filmes e música. Se a cultura e a arte são um direito que todos temos, devemos assumir a responsabilidade de não prejudicar aqueles que nos oferecem o seu trabalho.

sexta-feira, abril 21, 2006

Dia Mundial do Livro 2006




Se virem por aí este cartaz, numa livraria ou afins, saberão que se comprarem um livro receberão um marcador.
Esta é uma iniciativa do IPLB e seus patrocinadores e vale pela divulgação e pelo colorido que dá aos espaços decorados, que ajuda a entrar.

Inspirem-se e inspirem.

LER É...

Ler é... sonhar com aquilo que lemos, descobrir tesouros, confiar segredos.

Bruna - Pedro D'Orey da Cunha

quinta-feira, abril 20, 2006

Trisavó XI



Um, Dois, Três, conta o metrónomo de cada vez

a partir de «Valsa a três tempos»

«Matilde tinha uma avó que, na sua idade, tinha de saber dançar a valsa a três tempos. Ela era apaixonada por um rapaz chamado Edgar e o que mais queria era dançar uma valsa com ele. (...) Matilde também gostava muito de um rapaz, só que ele era um maluco de primeira, por isso não podia ter em mente dançar uma valsa a três tempos com ele.»
da badana

Ana Rita - Cardoso Pires

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor I

Aproxima-se o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, que se comemora já no dia 23 de Abril. Este dia foi escolhido pela UNESCO em homenagem aos grandes escritores universais que nasceram ou morreram neste dia.
Estejam atentos, porque no próximo domingo decorrerão várias iniciativas de Promoção do Livro. Até lá, vou dando notícias sobre a efeméride.

quarta-feira, abril 19, 2006

Biblioteca na Cardoso Pires

Hoje estiveram só oito participantes na 4ª sessão da Comunidade na Cardoso Pires. Mas quem esteve, esteve muito bem! Quase todas as meninas leram A Biblioteca Mágica, por isso pudemos jogar uma espécie de Jogo da Glória, em que deu para todas acertarmos e errarmos.
Quero dar os parabéns às meninas por terem lido o livro, por terem gostado e por terem escrito as perguntas.

segunda-feira, abril 17, 2006

Trisavó X



Fica mais um livro, A Família, a partir do conto «Temos de começar a jantar à mesa».

«A família de Carolina estava toda vestida a rigor, e tudo isto para receber uma filha que decidiu procurar o pai 25 anos depois de ter nascido, que se chamava Felicidade. Todos se iam conhecer num programa de televisão, e como Carolina não gostava da ideia de ter uma irmã, ficou em casa da avó Eduarda. Depois do programa iria haver um jantar (...)»
da badana

Carina Santos, Cardoso Pires

sexta-feira, abril 14, 2006

LER É...

Ler é... sonhar, ler um texto com as amigas sem nos aborrecermos, escalar uma montanha a dormir.

Joana - Francisco Manuel de Melo

Leituras de férias


As férias da Páscoa estão no fim, espero que todos tenham aproveitado bastante. Neste último fim de semana é tempo de acabar os livrinhos... Quantas páginas faltam? A mim, faltam-me cerca de 80. Mas sobre este livro falo depois.

Entretanto descobri outras coisas boas na Feira da Assírio e Alvim, que dura até dia 22. A grande Assírio tem uma secção dedicada aos mais jovens, a Assirinha. Na Feira encontrei e touxe para casa este Pequeno Livro dos Medos, cujo autor e ilustrador é o músico Sérgio Godinho.
Já o li, claro. E a conclusão é que o medo é para todas as idades, se não leiam bem esta descrição:

«Sim, porque o medo estava dentro dele. Ele bem o sentia, a apertar-lhe a garganta por dentro, a causar-lhe dores de barriga. (...)»
E então, o João fala com o medo:
«Tu já és o medo, por que havias de ter medo? E eu só tenho medo de ti porque penso que tu não fazes parte de mim. Mas tu fazes parte de mim, como os meus ossos e os meus pulmões(...)»

Tão simples, não? Reconforta saber que cada um tem um medo só seu, e que ao mesmo tempo todos temos medo.

quinta-feira, abril 06, 2006

A propósito do Dia Mundial do Teatro... ainda

Na Manuel de Melo anda toda a gente atarefada com a peça de teatro O Auto dos Estilos Parlantes. Os ensaios decorrem na BE/CRE e o texto foi escrito pelos alunos. Do grupo que participa na Comunidade, estão quase todas envolvidas.
Deixo o artigo que a Joana escreveu no Jornal da Escola, Notícias e Companhia, a dar conta do evento:

«Pelo segundo ano, a BE/CRE da Escola D. Francisco Manuel de Melo, conta com um Grupo de Teatro e vem a preparar com muito empenho e dedicação o seu espectáculo. Depois do sucesso da peça O Pintainho Lilás, representado a 10 de Maio do ano passado, vem agora a lume O Auto dos Estilos Parlantes, peça que temos vindo a ensaiar desde o mês de Dezembro, às 4ªs feiras.
O texto foi escrito por um grupo de alunas do 9ºA, aliás estas meninas já fizeram parte da nossa equipa do Jornal o ano passado.
Agora ficaram-se pela autoria dos textos e respectiva representação! É isso mesmo, elas fazem parte do elenco da peça.
Fica por "matar a curiosidade", que podes pôr em dia se estiveres presente nesta Representação...
Guarda então a informação: a nossa Escola irá participar na VII Mostra de Teatro no próximo dia 23 de Maio pelas 15h00, o "flash", um pequeno resumo de todas as peças está previsto decorrer a 2 de Maio pelas 19h00. Contamos com o teu apoio neste projecto, que tem como objectivo a prática do Teatro nas escolas do Município como factor de dinamização da vida escolar.
Joana D., 7º C»

quarta-feira, abril 05, 2006

EB 23 Miguel Torga

Embora estejamos de férias e seja tempo para comer amêndoas e ler os livrinhos da comunidade, convido os outros grupos a darem uma espreitadela à página da Miguel Torga, para verem o que se faz por lá.
Podem aproveitar e dar um saltinho virtual à BE/CRE.
E, claro, ver o que dizem sobre o próprio Miguel Torga, patrono da Escola.

domingo, abril 02, 2006

Dia Internacional do Livro Infantil II


Este cartaz foi 'roubado' ao Blog da livraria Pequeno Herói, que dedica a sua atenção máxima às crianças, aos livros para crianças, à ilustração, e à animação. É no Largo da Graça, no espaço do Botequim, de Natália Correia. Lá podemos ouvir histórias e encontrar edições ausentes das prateleiras das grandes livrarias.

Dia Internacional do Livro Infantil

Hoje foi o Dia Internacional do Livro Infantil. Embora o nosso grupo já tenha obviamente passado fisicamente da idade de ser criança, todos colhemos os frutos do nosso imaginário infantil.
Por isso, no site do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas (IPLB), sugerem-se algumas actividades de Promoção da Leitura para fazer em família.